Como fazer cotação de frete de forma eficaz!

Mulher com duas caixas fazendo cotação de frete

Empresas de transporte normalmente encontram grandes desafios na hora de precificar seus serviços devido à variabilidade das cargas e das condições de acesso a certas localidades.

Para que essa cotação de frete não deixe de ser atrativa para os clientes e não ofereça risco de perda de rentabilidade para nenhuma das partes, é importante levar em conta o máximo de variáveis do processo, evitando surpresas.

A primeira variável a ser levada em consideração é a carga: diferentes tipos de cargas necessitam de diferentes tipos de transporte e manuseio.

Cargas perecíveis podem necessitar de refrigeração e rapidez no frete, algumas outras necessitarão de veículos específicos dependendo do seu tamanho ou peso.

Quer mais agilidade? Solicite a cotação de frete pelo app.

Após definir o tipo de carga, é necessário saber seu peso e seu volume.

Dado as limitações de carregamento dos meios de transporte, certas cargas podem utilizar uma grande parte do peso máximo do veículo ou de seu espaço interno total. Consequentemente,  fará com que menos produtos possam ser colocados no mesmo veículo.

Sendo assim, devem ser calculadas as taxas de peso e de volume, devendo ser usada para a cotação, aquela proporcionalmente maior em relação ao limite (de peso ou volume).

Deve-se também obter dados precisos do destino, tais como: condições das vias, pedágios, distância total a ser percorrida e, é claro, outras cargas com destinos próximos. Dessa forma, aumenta-se o benefício do frete tanto para a transportadora quanto para o cliente. Portanto, é essencial a busca de uma transportadora que ofereça serviços com qualidade e segurança.

Calcule os tributos incidentes sobre a carga.

Sabendo disso, agora é preciso calcular os tributos incidentes sobre a carga e custos de transporte. É importante levar em conta as alíquotas estaduais. Além de impostos sobre o tipo de carga, combustível, pedágios, taxas e outros custos específicos para a carga ou o destino.

Por último, deve-se saber o valor da carga e todos os riscos que ela está exposta durante o frete (risco de roubo, quebra, perda, etc.).  Garantindo a melhor opção de seguro para o cliente e para a transportadora.

Uma porcentagem (definida a partir dos riscos da carga) do valor da carga é utilizada para esse orçamento.

Agora você já sabe sobre os itens verificados para se fazer as cotações de frete para seu negócio. Muitas empresas oferecem o serviço de cotação pelo app, assim como a Luz Transportes.

Quer entender como a pandemia está impactando o e commerce? Leia este artigo e fique por dentro! 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest